Conheça nossas host families

Cada família é única! Nossas famílias anfitriãs estão localizadas em todas as partes dos Estados Unidos e cada uma possui um estilo de vida diferente. Algumas moram próximo a  cidades grandes enquanto outras, em cidades pequenas. Um ou os dois pais podem trabalhar e o número e idade das crianças varia de família para família. Mas tem uma coisa que todas têm em comum - a necessidade de ter uma au pair em quem eles possam confiar e que faça um trabalho de muita qualidade e segurança com os filhos deles.

Pais que trabalham fora de casa

A família Bauer de Massachussetts

Pais: Sheila e Andi
Crianças: Elena (8) e Alex (5)
Host Family desde: 2003
Au pair: Mirjam da Áustria

A família Bauer já teve 9 au pairs desde que sua filha Elena era um bebê - eles abraçaram o programa por inteiro e consideram as au pairs como membros da família, ou "sobrinhas".

O programa Au Pair funciona muito bem para nós pela flexibilidade que ele oferece. Nós podemos contar com a nossa au pair para nos ajudar a colocar as crianças no ônibus escolar e depois buscá-los a tarde também. A agenda pode ser ajustada durante o ano escolar e durante as férias de verão. Eu prefiro ter au pairs também porque elas conseguem coordenar encontros com os amiguinhos dos meus filhos e levá-los a atividades diferentes. É importante deixar claro para a au pair quais as atividades que você espera que ela faça a cada dia - eu entrego uma programação por escrito com as tarefas diárias.

Nós gostamos de ter a pessoa que cuida de nossas crianças como parte de nossas vidas - as crianças, os amigos das crianças e até os pais deles têm a chance de se relacionar com a au pair.

Por fim, nossas au pairs permitiram que as nossas crianças a tivessem contato com outras línguas e culturas, e eu acredito que eles têm um entendimento melhor do mundo por causa desse programa.

Pais que trabalham fora de casa

A família Newman do Colorado

Pais: Rachel e Brent
Crianças: Mason (5) e Clayton (2 anos e meio)
Host Family desde: 2008
Au Pair atual: Luise da Alemanha

A mãe, Rachel, fala da au pair, Luise: "Ela faz da nossa casa um lugar divertido para as crianças. Ela supera muito nossas expectativas nas atividades que faz com eles. Por exemplo, nosso filho menor teve dificuldades em se adaptar a escola. Então a Luise começou a ajudá-lo com os estudos em casa. Ela se planeja e trabalha com ele a cada dia uma coisa diferente. Nós percebemos a mudança dele na escola algumas semanas depois que ela começou a ajudá-lo. Ele agora é muito mais confiante na escola".

O programa funciona muito bem para nós porque nos dá mais flexibilidade no cuidado das crianças. As vezes não precisamos que ela trabalhe de manhã, mas precisamos que ela trabalhe até mais tarde. Em uma escola infantil você não consegue essa disponibilidade.

Eu me sinto muito mais confortável tendo uma au pair, pois assim posso escolher a agenda das crianças e elas podem fazer coisas mais divertidas. Um outro aspecto é que nós realmente amamos, especialmente com as nossas duas últimas au pairs, a relação que elas criaram com as crianças. Elas se tornaram parte da nossa família e eu tenho certeza que vamos manter contato pelo resto de nossas vidas. É ótimo poder oferecer aos nossos filhos essa troca cultural em uma idade tão nova. 

Família com mais de três crianças

A família Rau da Virginia

Pais: Dariece e Charlie
Crianças: John (15), Ian (14), Gannon (8), Jackson (6) e Kristian (4)
Host Family desde: 2006
Au pair atual: Juliane da Alemanha

A Dariece diz: "A Juliane tem 19 mas parece que tem 30 anos (no bom sentido)! Ela é tão madura e responsável que todos pensam que ela é mais velha. É um modelo de comportamento maravilhoso para as nossas crianças - e para outras au pairs também. Por exemplo, várias outras au pairs me falam o quanto gostam dela e o quanto sou sortuda em tê-la, e eu concordo plenamente!"

Minhas crianças estão em quatro escolas diferentes e envolvidas em várias atividades depois da escola, isso inclui atividades como futebol, natação, outros esportes e escoteiros.

Ter outra pessoa para ajudar, faz minha vida ser menos estressante. A Juliane traz um espiríto maduro, mas divertido para nossa casa. Sem uma au pair, meus filhos não poderiam participar das atividades extra-curriculares de que eles tanto gostam! Ela não apenas estimula meus filhos, ela me alegra também.

Família com mãe solteira

A família Serekera em Illinois

Mãe: Lori
Crianças: Lucas (6), Courtney (4) e Angela (1 ano e meio)
Host Family desde: 2010
Au pair atual: Nina da Alemanha

Ter a Nina em casa é como ter um amigo próximo para mim e para as crianças. Foi um pouco difícil no primeiro momento, mas agora as crianças querem estar com ela o tempo todo. Nina não apenas cuida das crianças, ela também pensa em soluções para os problemas deles, conversa sobre o desenvolvimento e planeja as atividades deles.

Na minha perspectiva, ser mãe solteira e ter uma au pair é como ter uma "roomate", uma companheira de quarto - antes de ter uma au pair eu quase não batia papo, e com a Nina, várias vezes ficamos conversando até tarde da noite. Foi sem dúvida um benefício inesperado, recuperar um pouco essa parceria para as coisas do dia-a-dia.

Família com gêmeos

A família Sternburg de Massachusetts

Pais: Cheryl e Robert
Crianças: Alex (10), Joshua (9), Amanda e Julia (1 ano e meio)
Host Family desde: 2009
Au pair atual: Laura da Colômbia

Os Sternburgs já tiveram três au pairs. Elas ajudaram a Cheryl a preparar e levar os meninos para a escola pela manhã e a cuidar das gêmeas até que eles voltassem.

A família Sternburg precisa de 9 horas de trabalho diárias da au pair, de segunda à sexta-feira, e com a maior parte dos finais de semana livre. Tem muitas outras au pairs da Cultural Care Au Pair na região deles, que costumam fazer amizades super rápido.

"Não há dúvidas que nesses últimos quatro meses a Laura desenvolveu um amor verdadeiro pelas nossas crianças e as trata como se fossem filhos dela. Os nossos filhos a amam também. Com as diversas personalidades em minha casa, ela aprendeu o melhor jeito de lidar com cada um e a transformar desafios em experiências valiosas de aprendizado. Ela sempre tem uma visão positiva e avalia a melhor forma de lidar com toda e qualquer situação. Ter uma família com gêmeos pode ser muito divertido mas as vezes é desafiador. Ter uma mãozinha em casa garante que o nível de estresse seja sempre o mínimo possível.

Mais informações! Palestra informativa