Cultural Care Au Pair

  • Minha segunda casa

    Por Magdalena W.—fotografada com Miles, Naomi a e Adele

“Lar é o lugar onde está seu coração”. No momento eu posso realmente dizer que eu tenho dois lares: um na Polônia e outro no Texas.

A primeira vez que vi as três crianças da minha família anfitriã no aeroporto segurando cartazes enormes escritos "Bem-vinda à família, Magdalena" ,fiquei muito emocionada, pois os cartazes eram bem maiores do que as crianças. A partir daquele momento meu coração passou a pertencê-los.

As crianças têm personalidades marcantes e bons corações. Elas são extremamente ativas e gostam de correr, fazer biscoitos assados e se vestir. Elas também adoram nossas aventuras diárias como brincar no Museu das Crianças ou simplesmente ir à loja para ver os brinquedos. Elas dão valor às pequenas coisas e são muito gratas a tudo. Como em todas as famílias, é preciso muita dedicação para ajudar os pais a criar bem seus filhos. “Mas não existe nada mais motivador do que receber em troca: amor, elogios e acima de tudo, saber que pode contar sempre com eles.”

  • A Dupla Dinâmica

    Por Andressa R.—fotografada com seus pais anfitriões Patrick e Tim e seus filhos Asher e Liam.

"Eu e meus pais anfitriões temos tanta afinidade que na primeira semana já zombávamos um do outro. Podemos conversar sobre qualquer assunto, eu sinto como se estivesse com meus amigos porque eu posso me abrir com eles e sei que ainda iremos rir muito juntos. Já chegamos a ficar até 1h ou 2h da manhã conversando ou assistindo tv.

Na minha primeira semana, eles me levaram até uma loja brasileira e pediram para comprar tudo o que eu adoro para experimentarem. Compramos ingredientes para cozinhar em casa também. O cardápio do jantar foi comida brasileira por 3 ou 4 noites seguidas. Patrick passou horas cozinhando 4 pratos diferentes para que eu me sentisse em casa.

Uma vez, eu tive uma cãibra tão forte que Patrick foi à loja, trouxe chocolate, sorvete, alugou filmes, preparou brownies, me deu com um cobertor e disse para eu deitar no sofá e descansar. Tim me ofereceu a banheira de hidromassagem e fez uma compressa de água quente para eu melhorar.

Eu adoro os dois e sou muito grata por morar com eles porque me acolheram e me ajudaram desde o início. Sentirei muita falta quando for embora, mas tenho certeza de que nossa amizade irá durar para sempre. Farei de tudo para manter contanto e continuar fazendo parte de suas vidas. Os momentos especiais que tivemos juntos ficarão guardados para sempre no meu coração".

  • As Pequenas Coisas

    Por Faby A.—fotografada com Linden.

“O que torna a família Cruse tão incrível”? Com certeza não são os presentes que me deram, nem as férias que me proporcionaram nem seus carros ou suas belas casas.

O que os Cruise me deram vale muito mais: as pequenas coisas. Quando você decide passar um ano com três pessoas que você nunca viu, não são os grandes gestos que tornam a experiência incrível, mas certamente as pequenas coisas.

Por exemplo, é quando eu e Ryan assistimos o nosso programa favorito na TV às segundas feiras. São todos os jantares que compartilhamos, a maioria repleto de histórias malucas da Julia sobre o hospital onde ela trabalha atualmente. É cada sorriso da Linden quando ela está no balanço e me pede para empurrá-la um pouco mais alto. Um ano atrás eu nunca ia imaginar que uma criança de dois anos se tornaria minha melhor amiga e confidente.

É toda vez que Julia e Ryan me apresentam a seus amigos me chamando pelo meu nome e não apenas como a au pair deles. É o fato deles nunca se esquecerem de trazer meu café favorito na padaria mesmo que eles bebam apenas chá, ou o fato deles me chamaram para sair na foto toda vez que pedem para tirar uma foto em família.

Juntos, Julia, Ryan, Linden e eu, compartilhamos risadas, angústias, entusiasmo e cansaço. Passamos um feriado em família, dezenas de noites relaxando no sofá, milhares de refeições juntos... Lembranças inesquecíveis que irão permanecer para sempre em nossas memórias".