Cultural Care Au Pair

Você ainda tem alguma dúvida em relação ao programa au pair? Veja abaixo as respostas para as perguntas mais frequentes.

Caso sua dúvida não tenha sido esclarecida, não hesite em contatar nosso escritório local! Estamos apenas a uma ligação ou e-mail de distância.

Regulamentação do Programa

Posso ser au pair nos EUA por apenas 3, 6 ou 9 meses?

De acordo com as regras do visto impostas pelo Departamento de Estado Americano, toda au pair deve permanecer com sua família anfitriã por um mínimo de 12 meses.

Esta regra é aplicada à Cultural Care e também para as demais agências. Após 12 meses, 40% de nossas au pairs estendem o programa por mais 6, 9 ou 12 meses com o objetivo de passar mais tempo com a família anfitriã ou conhecer os EUA ainda mais.

Voltar ao Topo

É permitido estender minha permanência nos EUA?

Sim. Além dos 12 meses regulares do programa, você tem a opção de estender sua permanência por mais 6, 9 ou 12 meses. Mais de 40% de nossas au pairs aproveitam esta oportunidade incrível!

Voltar ao Topo

Vocês aceitam candidatos do sexo masculino?

Os homens são bem-vindos no programa au pair da Cultural Care! No entanto, tenha em mente que o processo de colocação em uma família anfitriã pode demorar um pouco mais para os candidatos do sexo masculino. Por isso, você deve ter a mente o mais aberta possível, comprovar o máximo de experiência de trabalho com crianças e ser um ótimo motorista. Como acontece com qualquer au pair, quanto mais experiência com crianças você tiver, maiores serão suas chances de colocação.

Voltar ao Topo

E se eu já tiver uma família anfitriã nos EUA?

Se você já tiver uma família anfitriã, contate-nos o quanto antes para que nosso escritório possa inscrever sua família anfitriã no programa e garantir que você tire o visto J-1. Como nosso objetivo é ajudar você a ter sucesso no programa, sua família anfitriã deverá passar por um processo de seleção e pelos procedimentos usuais como verificação de antecedentes criminais.

Voltar ao Topo

Qual é a diferença entre uma "au pair" e uma "babá"?

“Au pair” é um termo francês que quer dizer "ao par" ou "igual a", isto significa que a au pair vive nas mesmas condições de igualdade que a família anfitriã. As au pairs vêm de outro país e tanto a família anfitriã como a au pair têm interesse em aprender os costumes e o estilo de vida uma da outra através da troca cultural. Uma au pair deve ter experiência de trabalho com crianças, mas não é necessário nenhuma formação específica na área. Nos EUA, o programa au pair é regulamentado, exige um visto específico, restringe a idade de suas candidatas e tem regras rigorosas em relação às responsabilidades, a jornada de trabalho e benefícios da au pair. Em contrapartida, uma babá normalmente faz cursos para cuidar de crianças e possui experiência profissional na área. No entanto, a babá nem sempre mora com a família e a maioria das vezes é também responsável pelas tarefas domésticas, diferentemente de uma au pair.

Voltar ao Topo

Processo de Inscrição e de Colocação

Após a inscrição, em média, qual é o prazo para eu embarcar para os EUA?

Você irá precisar de pelo menos 2 a 3 meses para fazer todos os trâmites necessários como: preenchimento do application, processo de colocação em uma família anfitriã e preparação para seu novo ano. A duração do processo pode variar de acordo com o tempo que você vai levar para finalizar seu application, participar do processo de colocação e providenciar tudo que é preciso para sua viagem. Se você não estiver com pressa, pode se inscrever até mesmo com um ano de antecedência.

Voltar ao Topo

O que é a referência de trabalho com crianças?

É a confirmação de um adulto que atesta que você teve experiências de trabalho com crianças. As referências podem ser dos pais das crianças que você tomou conta, de um professor ou assistente de uma escola ou berçário onde você tenha realizado um estágio, de um treinador ou membro do conselho de uma organização onde você tenha trabalhado com crianças ou até mesmo de um representante de um projeto infantil ao qual você tenha se dedicado. A experiência com crianças da sua própria família pode ser um complemento a estas referências.

Voltar ao Topo

O que é referência pessoal?

A referência pessoal é uma recomendação de qualquer adulto que confirme que você é apta para viver como au pair em uma família anfitriã americana. As famílias anfitriãs confiam mais em adultos mais velhos devido as suas experiências de vida, por isso não forneça referência de amigos ou colegas de sua idade. Dê preferência para as referências de professores ou superiores como o padre de sua comunidade ou de outras pessoas públicas do seu convívio. Referências que só tenham elogios sobre você definitivamente não são as melhores.

Voltar ao Topo

Quantas referências são necessárias?

São necessárias três referências de pessoas diferentes, que não sejam extremamente ligadas a você. Pelo menos uma das referências deve ser de trabalho com crianças.

Voltar ao Topo

Como a Cultural Care verifica minhas referências?

Nós ligamos para cada referência de trabalho com crianças e confirmamos todos os detalhes como a quantidade de horas de trabalho. Nós também ligamos para as referências pessoais.

Voltar ao Topo

Ainda não tenho carteira de motorista. Posso me inscrever mesmo assim?

A carteira de motorista é uma das exigências, por este motivo não podemos aceitar você no programa se ainda não tiver a sua. No entanto, você não precisa deixar seu processo parado até tirar a carteira de motorista, aproveite para preencher o seu application para nos enviar assim que estiver com a carteira de motorista em mãos. Por razões de segurança, é imprescindível que você seja uma motorista experiente e responsável e que se sinta à vontade para dirigir nos EUA.

Voltar ao Topo

Como funciona o processo de colocação?

Nossa equipe de colocação dos EUA é a maior do mundo. Nós enviamos o seu application às famílias que procuram au pairs com o seu perfil. Ao mesmo tempo, as famílias também podem procurar por uma au pair ideal diretamente em nosso sistema nos EUA ou através de uma conta online. Toda vez que uma família se interessar por você, enviaremos um email com algumas informações básicas sobre ela. Vocês poderão conversar por telefone, Skype e até mesmo trocar e-mails até se certificarem que os perfis se encaixam. Caso você e a família decidam levar o processo adiante, parabéns, finalmente você foi colocada!

Voltar ao Topo

Sua Experiência como Au Pair

Posso mudar de família anfitriã se não tivermos afinidades?

Nossa prioridade é que tanto você quanto sua família anfitriã tenham uma ótima experiência e que vocês tenham o tempo necessário para conhecer melhor uma à outra. Às vezes, surgem conflitos de personalidade entre a au pair e sua família anfitriã. Nesses casos, a Cultural Care Au Pair irá trabalhar para encontrar a melhor solução para ambas.

Voltar ao Topo

Como eu posso fazer novas amizades sendo uma au pair?

Durante sua experiência como au pair, você terá inúmeras oportunidades de fazer novas amizades! Aqui estão apenas alguns exemplos:

  1. Na Au Pair Training School em Nova York, onde você irá ficar por 5 dias e terá aulas com au pairs de todas as partes do mundo.
  2. Nas reuniões mensais organizadas pela sua Local Childcare Consultant, onde você irá conhecer outras au pairs da sua região.
  3. No curso que você escolher na faculdade ou universidade local, onde terá contato com outros alunos americanos e estrangeiros.
  4. Através da sua família anfitriã e da comunidade da qual fará parte.

Voltar ao Topo

Eu terei oportunidade de estudar?

O componente educacional é uma das exigências do Departamento de Estado Americano e por este motivo, todas as au pairs devem se matricular em um curso durante seu ano nos EUA. Esta é uma grande oportunidade para as au pairs conhecerem pessoas da mesma idade enquanto estudam matérias que poderão ser úteis em seu futuro e carreira. Ex-pairs da Cultural Care optaram por cursos diversos como: ciências da computação, cultura americana e estudo de línguas estrangeiras além dos relacionados aos cuidados com crianças. Seus estudos não podem atrapalhar a rotina de cuidados das crianças definida anteriormente com sua família anfitriã.

Voltar ao Topo